Importar vale a pena?

Importar produtos para revender, com certeza esta hipótese já passou pela sua cabeça, né?

Mas, antes de seguir para este tipo de negócio após comprar um destes cursos que ensina os procedimentos é preciso conhecer determinado detalhe: poucas pessoas conseguem fazer sucesso neste meio.

Veja bem: Para você importar produtos e revender é preciso abrir empresa formal, o que em se tratando do Brasil é sempre custoso, seja por tempo ou dinheiro, sem contar com as incontáveis taxas e certidões para realizar o processo.

Sim, você pode fazer importação como pessoa física, mas para isto não consegue solicitar grandes lotes, o que por consequência resulta num problema aos vendedores que encontram brechas no mercado para vender.

Importar produtos para revender

Outra forma muito utilizada com objetivo de importar produtos para revender se trata de Dropship, que consiste num método que objetiva comprar os bens apenas após os compradores comprarem os bens anunciados.

Por exemplo, o vendedor anuncia um bem à venda, como smartphones. Assim que os compradores realizam as compras o vendedor compra do fornecedor internacional e se encarrega de entregar aos legítimos compradores.

Mas, esta prática está expressamente proibida nas terras nacionais, principalmente porque atrai muita pirataria e em consequência de falta de certeza dos verdadeiros compradores receberem os produtos.

Então, se você comprou um curso que ensina a como fazer dropship é melhor repensar e não fazer este tipo de negócio ilegal.

Buscar fornecedores que oferecem preços baixos e são confiáveis representa outra tarefa complicada no universo da importação dos produtos para revender. Como tem muita gente disposta a comprar, também existem pessoas com disposição de enganar.

Se você considerar todas as limitações que um importador iniciante possui na vida vai perceber como é complicado evoluir na vida, vender muitos produtos e entrar em concorrência.

Mas, existe sim uma forma de importar produtos para revender facilmente, um segredo que está revelado neste artigo (clique aqui).

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *