importar roupas dos Estados Unidos

Como Importar Roupas dos Estados Unidos: Não Siga Este Método!

Não siga o método mais convencional de como importar roupas dos Estados Unidos online, pois existem metodologias menos custosas.

Na prática não há muitos segredos no sentido de como importar roupas do Estados Unidos.

Você apenas precisa encontrar os fornecedores certos que barateiam o processo de importação, o que é sempre uma boa notícia para registrar excelentes margens de lucros na hora de vender.

Mas, nos dias de hoje, existem diversos cursos que ensinam algumas táticas populares de como importar roupas dos Estados Unidos, que, além de ilegais, também diminuem quaisquer chances de sucesso no mercado de importação e vendas de produtos importados.

Abaixo você conhece o passo a passo do método de como importar roupas dos Estados Unidos contraindicado por especialistas.

A Pior Maneira de Como Importar Roupas dos Estados Unidos

1 # Cartão Internacional: Esta é uma ferramenta importante para compras internacionais, seja no método indicado ou na metodologia contraindicada a comerciar online.

Contudo, no final das contas as taxas podem desanimar os compradores.

O que estes cursos de como importar roupas dos Estados Unidos mais convencionais não revelam é: dependendo dos produtos você não precisa comprar fora do Brasil, tendo em vista que no país já existem diversos fornecedores a preços de atacado.

2 # Varejistas: Outro erro clássico muito comum entre importadores em início de carreira se trata de acessar o site do Wall Mart, ou, das outras grandes varejistas e tentar importar via redirecionadores.

Os preços divulgados na internet estão mais relacionados ao varejo, inclusive em sites como Alibaba.com, que cobram taxas caras e não oferecem muitos recursos para compradores ficarem tranquilos, sem constante contato com vendedores.

3 # Redirecionadores: Estes tipos de recursos fazem fama nos dias de hoje. São importantes porque fornecem um endereço nos Estados Unidos para recebimento das compras. Mas, custam caro, o que prejudica na margem de lucro durante a revenda.

O Brasil não possui acordos comerciais juntos aos Estados Unidos o bastante ao ponto de os dois países terem serviços de correio direto.

Isto dá a falsa impressão de que redirecionadores são indispensáveis na vida das pessoas com desejo de lucrar ao colocar em prática as técnicas de como importar dos Estados Unidos para revender.

4 # Dropship: Se trata da venda de produtos sem ter nada em estoque. Está proibido por lei, então não vale a pena.

Funciona da seguinte madeira: O vendedor anuncia, vendedores compram os produtos a preços mais baixos, mas esperam de 30 a 90 dias para receber.

Durante este tempo os vendedores adquirem o produto no mercado internacional e redirecionam direto para a casa do comprador brasileiro.

Mas, então, o que fazer para se sobressair neste mercado?

Simples, se inscrever no curso Segredos Sobre Importação 3.0 e aprender a como importar roupas dos Estados Unidos do modo mais barato.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *